UL, ATEX e IECEX | Conheça e entenda os diferentes certificados para atmosferas explosivas

From |

Locais perigosos requerem sistemas de aprovação rigorosos para garantir a confiabilidade e a segurança dos equipamentos. Mas existem sistemas diferentes para diferentes localidades. A seguir você poderá conhecer um pouco de cada um deles e entender suas particularidades:

Sistemas de aprovação na América do Norte

O Sistema UL é amplamente utilizado nos EUA e no Canadá. Locais perigosos são definidos, usando um sistema de classe / divisão que é semelhante ao sistema de zona da Europa. As classes (I, II ou III) definem a natureza geral ou propriedades do material perigoso na atmosfera circundante.

  • Classe I: Gases ou vapores inflamáveis estão presentes
  • Classe II: Os poeiras combustíveis ou condutoras estão presentes
  • Classe III: Fibras inflamáveis estão presentes

A divisão define a probabilidade de o material estar presente em uma concentração inflamável. A Divisão 1 refere-se a uma alta probabilidade, enquanto a Divisão 2 apresenta uma menor probabilidade. O equipamento aprovado para uso em locais da Divisão 1 também pode ser usado em locais da Divisão 2, desde que seja da mesma classe e grupo.

O grupo (A-G) define o tipo de material perigoso na atmosfera. Por exemplo, os locais do Grupo A contém acetileno.

Se um relé for classificado como Classe I, Divisão 2 (UL), isso significa que ele está equipado para uso na América do Norte em instalações potencialmente explosivas onde gases ou vapores inflamáveis podem estar presentes e uma ignição ou explosão só deverá ocorrer sob condição anormal.

Sistemas de aprovação em qualquer outro lugar do mundo

ATEX é a diretiva que exige certificação para locais perigosos para os padrões europeus. Os produtos utilizados na Europa devem satisfazer os requisitos estabelecidos pelo Comité Europeu de Normalização.

No caso de áreas potencialmente explosivas, a ATEX faz uma distinção entre áreas com perigo de explosão de gás e perigo de explosão de poeira. Ambos são atribuídos às respectivas zonas padronizadas. Anteriormente, estes foram definidos na EN 60079-10 para gases e na EN 61241-10 para poeiras. Ao transferir a série EN 61241 de padrões relacionados com o pó na série de normas EN 60079, a classificação das áreas com perigo de explosão de gás e aqueles com perigo de explosão de poeira foi mantida em EN 60079-10 Parte 10-1 e Parte 10-2.

Dentro do sistema ATEX, locais perigosos também são classificados em zonas definidas pela frequência de ocorrência. A Zona 0 classifica áreas com risco constante ou frequente de explosão, enquanto a Zona 1 opera com um risco ocasional. A Zona 2 inclui locais onde o perigo geralmente não ocorre ou é muito breve.

Dentro do sistema ATEX, locais perigosos também são classificados em zonas definidas pela frequência de ocorrência. A Zona 0 classifica áreas com risco constante ou frequente de explosão, enquanto a Zona 1 opera com um risco ocasional. A Zona 2 inclui locais onde o perigo geralmente não ocorre ou é muito breve.

O Comité Europeu de Normalização também criou a norma EN 11271. Nela contém informações básicas sobre proteção contra explosões e fornece suporte para ambas as Diretivas ATEX (2014/34 / EU e 1999/92 / CE).

A IECEx regula padrões para aplicações usados em todo o mundo para ajudar a facilitar o comércio internacional de equipamentos elétricos. Se o produto possuir a aprovação da IECEx, nenhuma outra aprovação internacional deve ser obtida de acordo com os padrões, tornando o comércio mais rápido e mais econômico.Aplicação na prática

Conhecer e entender os diferentes sistemas pode ser fundamental na hora de expecificar equipametos para a produção de um inventário com redução de custos.  Pensando nisso já existem hoje no mercado produtos com múltiplas classificações de aprovação que facilitam todo o processo.

Share

Share

Tell your friends about us!

Contact

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *