Indústria Alimentícia – Condução de sinais por zona

From |

Por Rafael Kenji, Gerente de Marketing de Produto – Industrial Field Connectivity.

As plantas de alimentos e bebidas são instalações industriais especializadas, que exigem alguns cuidados ao escolher os produtos para o controle, pois em certas instalações atuam em condições sanitárias e em alguns casos perigosas.

O mercado brasileiro utiliza principalmente as normas adotadas pela FDA (Food and Drug Administration), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, responsável por proteger e promover a saúde pública através do controle e supervisão de segurança alimentar, tabaco, medicamentos farmacêuticos entre outros. A FDA emprega os regulamento do CFR 21 (Codigo de Regulamentos Federais – Artigo 21 – Alimentos e Drogas).

O tipo de produto de controle elétrico necessário e os padrões de conformidade aplicáveis dependem do ambiente encontrado em uma determinada área, pois as instalações de processamento de alimentos geralmente contêm uma variedade de ambientes sob um mesmo teto.

Uma planta pode incluir locais para processamento, armazenagem, distribuição, envase ou embalagem, armazenamento a frio ou a seco, salas limpas e mais – cada um dos quais tem seu próprio conjunto normativo de higienização.

O tipo de produto para áreas de processamento de alimentos, na maioria dos casos deve tolerar os óleos, névoas, poeira, sujeira, vapor, água, efluentes e outros contaminantes no ar, além de suportar lavagens frequentes com jatos de água de alta pressão e solventes de limpeza agressivos.

Zonas da Indústria Alimentícia

A análise de perigo e os pontos críticos de controle ou HACCP é uma abordagem preventiva sistemática para a segurança alimentar de riscos biológicos, químicos e físicos em processos de produção que podem causar o produto acabado inseguro e projeta medições para reduzir esses riscos para um nível seguro.

Desta forma, o HACCP tenta evitar perigos ao invés de tentar inspecionar produtos acabados para os efeitos desses perigos. O sistema HACCP pode ser usado em todas as etapas de uma cadeia alimentar, desde a produção de alimentos e processos de preparação, incluindo embalagem, distribuição, entre outros.

A Food and Drug Administration (FDA) exige programas HACCP obrigatórios para suco e carne como uma abordagem eficaz para a segurança alimentar e proteção da saúde pública.

Dentre os seus princípios, a HACCPO estabelece que os produtos alimentícios e respectivas embalagens não podem ser contaminadas através do contato com peças da instalação ou da máquina.

Na produção existem três zonas: zona de contato com o produto, zona de pulverização e zona sem produto. Cada zona apresenta requisitos específicos aos sistemas de sensores e atuadores, assim como aos respectivos cabos e conectores de encaixe.

Zona de contato com o produto – Design higiênico para satisfazer os mais elevados requisitos de higiene

Os produtos alimentícios podem entrar em contato com peças da instalação e voltar a entrar no circuito de processamento. Por esse motivo, os requisitos de higiene nesta zona são especialmente altos.

Os conectores de encaixe e outros componentes não podem apresentar nichos de sujeira.

Especialmente para a utilização nesta zona, possuímos o design higiênico, baseado nas diretivas CFR 21, no formato M12.

Zona de pulverização – Design lavável para satisfazer requisitos médios de higiene

Na zona de pulverização, os componentes poderão entrar em contato com o produto alimentício. Ao contrário da zona de contato com o produto, aqui o produto alimentício não volta a entrar no circuito de processamento após o contato. Os conectores que a Phoenix Contact disponibiliza no design lavável foram desenvolvidos especificamente para a zona de pulverização. Contornos lisos no corpo minimizam aderências de produtos alimentícios no conector de encaixe.

Área sem produto – Programa SAC padrão

Nesta zona, os produtos já estão geralmente embalados e não estão sujeitos ao contato direto com peças da instalação.

Neste caso, os requisitos são idênticos aos do ambiente industrial clássico. A limpeza das instalações de embalagem não exige produtos de limpeza agressivos e não é habitual realizá-la com dispositivos de alta pressão.

Para a utilização nesta zona pode ser utilizada a nossa linha padrão para o cabeamento sensor/atuador.

Nós temos uma linha de produtos completa para atender essas aplicações, conheça aqui!

Share

Share

Tell your friends about us!

Contact

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *