Como escolher a melhor impressão para minha aplicação

From |

Instalações modernas e automatizadas, indústria 4.0 exigem cada vez mais uma profissionalização das identificações, quer sejam em painéis ou em equipamentos, cabos, tubulações e identificações de segurança e alerta de acordo com NR 26 em plantas fabris ou chão de fabrica.

Uma vez definida a necessidade, vem o grande dilema, qual tecnologia de marcação utilizar, qual se aplica melhor as minhas necessidades, qual atende aos requisitos e demandas gerados na minha aplicação, temperatura, óleo, atmosfera agressiva.

Vamos então esclarecer as tecnologias e suas aplicações.

1-) THERMO TRANSFERÊNCIA

Princípio de Impressão

A impressão por transferência térmica é composta basicamente por três elementos, ribbol ou fita de gravação, cabeça de gravação ou printhead e o material a ser gravado.

Ao ligar a impressora térmica a cabeça de impressão passa a aquecer. Uma vez definido o que se necessita gravar no material, a fita (ribbon) se desloca lentamente sobre o material a ser gravado onde os elementos de aquecimento na cabeça de impressão ficam aquecidos de acordo com a imagem desejada a ser impressa. Esse contato do ribbon com a cabeça de impressão e com a etiqueta resulta na transferência da impressão para a etiqueta.

Resumo ilustrativo do processo:

Etiqueta a ser gravada [3], Ribbon ou fita de gravação [2] é conduzida de forma síncrona ao longo da cabeça de impressão [1]
Transferência de cor pontual, devido ao calor e à pressão de contato.

Aplicações

Identificações por thermo-tranferência normalmente são utilizadas para matérias em rolos e fornecidos de forma plana, pois dependem da pressão da cabeça de gravação no material.

Este tipo de material deve ser utilizado majoritariamente em aplicações Indoor, aplicações Outdoor devem ser analisadas, pois dependerão de materiais e ribbon de qualidades diferenciadas para cada aplicação. Materiais plásticos, tais como poliamida ou poliéster, papel, etc. Não se aplica para etiquetas metálicas.

Nesta tecnologia o fornecimento de impressão colorida, pode ser usado, porém sempre uma cor de cada vez, uma impressão multicolorida em uma única operação, nesta tecnologia fica impossível.

 

2-) JATO DE TINTA

Principio de Impressão

A impressão por jato de tinta é composta basicamente por três elementos, tinta liquida, cabeça de gravação formada por minúsculos bocais de injeção da tinta e o material a ser gravado.

Inicialmente se instala os cartuchos cheios de tinta líquida, na cabeça de impressão, gotículas de tinta individuais são formadas quando necessário, formando a identificação (2), que são depositadas no material (2) e a de processo de secagem internos como por exemplo radiação UV (3) endurece o fluido dentro da mesma etapa de operação sem exposição ao calor.

Processo de secagem da tinta

Hoje em dia, alguns processos de secagem estão disponíveis no mercado.

Secagem por LED – UV, este é o processo mais moderno e que representa menor risco ao operador, pois todos os processos acontecem no interior do equipamento e quando o material sai, pode ser utilizado imediatamente, sem a necessidade de aguardar secagem ou esfriar.

Secagem por aquecimento, este é o processo mais utilizado pelos equipamentos, porém tem risco maior ao operador, pois todo o processo de aquecimento interno transfere calor ao material, neste caso, o material sai quente e não deve ser utilizado imediatamente, deve-se aguardar o material esfriar.

Processo de secagem interno por irradia LED-UV.

Aplicações

Identificações por jato de tinta normalmente são utilizadas para matérias nos mais variados formatos fornecidos de forma plana, pois dependem da pressão da cabeça de gravação no material.

Este tipo de material pode ser utilizado com mesma facilidade em aplicações Indoor ou  Outdoor.

Etiquetas discretas em materiais como PVS, Poliéster, Poliamida, alumínio, etc podem ser utilizados, aplicações em áreas externas onde a inserção de raios UV são frequente, podem e devem utilizar esta tecnologia

Nesta tecnologia o fornecimento de impressão colorida, pode ser usado. Impressoras para uso industrial já estão disponíveis no mercado com qualidade de gravação 300 ou 660 Dpi.

 

3-) LASER

Principio de Impressão

A tecnologia de impressão a laser pode ser dividida em duas formas diferentes de transferência da gravação para o material:

1-) Transferência por calor, neste processo utilizando-se o calor do feixe laser, o material sofre uma queima, uma mudança de cor é obtida pela ação térmica do laser sobre os materiais plásticos e também  aço inoxidável:

    

2-) Baixo relevo, a gravação é feita com a remoção de uma camada do revestimento de material, seja ele plástico ou metálico:

    

Aplicações

Esta tecnologia pode ser utilizada em todas as necessidades de identificação, sejam elas Indoor ou Outdoor.

Neste tipo de equipamento pode-se gravar qualquer tipo de material tais como plásticos dos mais diversos tipos, alumínio e principalmente materiais em aço inox, que não pode ser gravado em nenhuma das outras tecnologias.

A comparação entre as três tecnologias devem sempre levar em consideração alguns parâmetros, aplicação mais comum, tais como, material a ser utilizado, área de utilização, atmosfera, agressividade, etc.

Veja abaixo tabela de quais matérias são usados em cada uma das tecnologias.


Portanto, quando for analisar a aquisição de uma impressora para uso na identificação industrial, analise com antecedência cada um dos tópicos acima, pois a compra de um equipamento errado poderá fazer com que o custo da operação se torne inviável, Ex comprar uma impressora laser, sem que você necessite identificação com um grau de qualidade deste nível, lembre-se que cada tecnologia tem um custo agregado de materiais de consumo, tinta, ribbon, etc e também de matérias, proporcionais ao nível de exigência.

 

 

Share

Share

Tell your friends about us!

Contact

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *